Receba as atualizações do Blog

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Estágio, emprego e carreira. Qual a diferença?

Oi gente! Tudo bem com vocês?
Uma vez uma amiga disse que a coisa que ela mais gostava em mim é que eu tenho uma opinião sobre tudo. E é verdade. Claro que não sou especialista em tudo, mas gosto de falar e conhecer um pouco sobre tudo.
Bom, não falo muito sobre minha vida fora da Internet, mas para quem não sabe eu sou formada em Tecnologia Mecânica e trabalho na Área comercial de uma Metalúrgica. Com isso, converso com muita gente de todas as idades e como eu já passei dos 30 (tenho 32 anos), acabo sendo conselheira de meus amigos mais jovens e daí a vontade de falar sobre o assunto Estágio, Carreira e Emprego. Principalmente por que já fui estagiária e nunca ninguém falou isso comigo.


Hoje vejo uma grande confusão na cabeça dos jovens e até das pessoas que tem a mesma faixa etária que a minha. Ninguém sabe muito bem o que quer e não consegue definir metas para sua vida pessoal e muito menos para sua carreira.
Não importa quantos anos você tem e em que fase da vida está, certo é que você precisa traças metas pessoais e profissionais.
Algumas empresas hoje veem o jovem aprendiz ou o estágiário como mão de obra barata. Isso tanto é verdade que os orgãos competentes recentemente criaram regras para os estagiários.
Na minha época não existia uma lei tão específica e nós trabalhávamos mais de 160 horas mensais e não tínhamos direito a férias. Salvo quando a empresa dava férias coletivas e assim os estágiários podiam sair também. Nossa responsabilidade era a mesma que um funcionário efetivo, porém pela metade do salário. Você podia estagiar de 1 a 5 anos dependendo de seu curso.


Ainda bem que hoje existe uma legislação especifica para vocês estagiários, uma função tão marginalizada em algumas empresas, mas de vital importância hoje para nossa economia.
Por isso aproveite seus direitos adquiridos! Reuni alguns conselhos e queria dividir com vocês.

  1. Dê preferência a empresas que tenham um programa de estágio bem definido: Eu já estive do outro lado e sei o quão tentador é escolher a primeira oferta, afinal você tem contas a pagar, mas para sua carreira é essencial começar em um boa empresa, que valorize o profissional e que prime pelo aprendizado.
  2. Veja se a empresa tem os mesmos valores que você: Valores são importantes, trabalhar em um lugar que se adequa com seus princípios e valores é fundamental. É muito desmotivante trabalhar num ambiente com baixos valores éticos, que burlam as leis e não respeitam o direito.
  3. Não exceda ás 4 ou 6 horas permitidas: Dedique-se em seu estágio, seja notado por suas habilidades, mas respeite seu horário. Se para a empresa você for mesmo um estagiário e não uma mão de obra barata, as 6 horas serão o suficiente de trabalho e aprendizado. Lembre-se que depois do trabalho ainda tem a faculdade que deve estar em primeiro lugar.
  4. Não trabalhe de graça: Sejá leal e responsável com a empresa que o contratou, mas como estágiário nunca, em hipótese nenhuma trabalhe de graça. Algumas empresas tem isso como prática e é errado. Se a empresa tem a necessidade de que se trabalhe a mais deve contratar um efetivo e pagar por isso e não usar você para isso.
  5. Aproveite os 30 dias de férias para estudar para as provas: Esse tema é de vital importância que você vá bem na sua faculdade, que você domine sua área de atuação. Faça cursos, se esmere não apenas para passar nas provas, mas para estar entre os melhores!
  6. Planeje sua carreira: Em que empresa você gostaria de trabalhar? O que os profissionais dessa empresa tem em comum? Onde você quer estar nos próximos 5 anos? Que cargo você quer ter? Quer ter uma equipe? Quer ser dono de seu próprio negócio? Vai ser bolsista em um curso de especialização fora do país? Quer ser pesquisador? Porque nunca pensou nada disso? kkkk Eu vim de uma família humilde e ter curso superior é uma grande conquista. Infelizmente não tive orientação necessária para pensar dessa forma quando era mais nova, mas hoje tenho muito mais clareza nisso e gosto de incentivar os que me rodeiam. Não procure um emprego apenas, planeje uma carreira. Leia sobre isso, abra sua mente e amplie seus horizontes.
  7. Não coloque o estágio a frente de sua faculdade: Nunca, não vale a pena. Lembre-se, se seu estágio acabar e a empresa não tiver a vaga, ela irá dispensá-lo da mesma forma. E se você se formar e não dominar sua área de atuação, não será um bom profissional.
  8. Na efetivação, não aceite qualquer oferta: Faça uma pesquisa de quanto ganham seus colegas que desempenham a mesma função que você, saiba negociar, ainda que não seja o salário, mas discuta a flexibilidade para estudar. Bolsas em cursos extracurriculares também são bem vindas. Saiba onde você está, onde pode chegar e o que precisa fazer para chegar lá. A empresa precisa ter um plano de carreira.
  9. Aproveite o período de estágio para estudar outro idioma: Faça Inglês, Espanhol, Mandarim...não sei, mas estude! Se prepare! As melhores vagas exigem um segundo e um terceiro idioma.
  10. Coloque sua carreira a frente de um emprego: Cabelereiro,manicure, esteticista, maquiador, massoterapeuta, advogado, médico, administrador, contador, economista, não importa...pense em carreira e não em emprego. Sei que já falei sobre isso lá em cima, mas é tão importante que vale a pena repetir. Seja responsável, maduro e planeje sua carreira.
É isso gente, muitos vão estranhar o texto, achá-lo muito sério. Mas esse é o Cat Tomaz Style de ser, falanso sobre tudo e sempre trazendo temas que são relevantes para mim como pessoa.
E vocês? Já pensaram nesse assunto seriamente? Já planejaram sua carreira?

xOxO Cat Tomaz.

0 comentários:

Google+ Seguidores